Final de semana após Dia da Mulher é marcado por violência de parceiros no Paraná
11/03/2019 10:46 em Paraná

 

Na última sexta-feira (08 de março) foi celebrado o Dia Internacional da Mulher. Em Curitiba, a data ficou marcada pela grande Marcha das Mulheres Trabalhadoras de Curitiba e Região, que reuniu milhares de pessoas e teve como um de seus objetivos chamar a atenção da população para as diversas formas de violência sofridas pelo público feminino.

E eis que apenas dois dias depois, um final de semana no Paraná fica marcado justamente por casos chocantes de violência contra a mulher.

Namorada morta e sogra ferida

No episódio mais grave, registrado na madrugada deste domingo (10 de março) em Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais, uma mulher de 24 anos foi morta a facadas pelo namorado. A mãe da vítima, uma idosa de 60 anos, também foi ferida com golpes de faca e foi internada em estado grave.

Segundo a Polícia Militar, por volta das 3 horas da madrugada a jovem ligou para a polícia informando ter sido ameaçada pelo namorado durante uma discussão após saírem de uma danceteria. Meia hora depois, o homem voltou com uma faca e atacou a mulher na região do pescoço. Quando as equipes de socorro chegaram, ela já havia falecido.

A mãe da vítima também foi ferida no pescoço e foi levada em estado grave para o Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais. Já o suspeito fugiu do local logo após o crime e ainda não foi localizado pela polícia.

Crianças evitam a morte da mãe

Já em Apucarana, no norte do Paraná, uma mulher teve a vida salva pelos dois filhos, que são apenas crianças. O agressor é o marido da mulher e pai dos meninos, que ameaçou a esposa de morte e tentou a enforcar com as mãos.

O pior só não aconteceu porque os dois filhos do casal começaram a gritar pedindo por socorro, dizendo que o pai estava tentando matar a mãe deles. Ao perceber a movimentação na vizinhança, o agressor largou a mulher e fugiu antes da chegada de uma equipe da Polícia Militar.

No local, os agentes de segurança pública orientaram a vítima e registrarm um boletim de ocorrências. Buscas foram feitas, mas o suspeito não foi localizado.

Após publicar mensagem em homenagem às mulheres, homem agride esposa

Já no sábado, o episódio de violência contra as mulheres aconteceu no bairro Afonso Pena, em São José dos Pinhais. Horas depois de publicar em seu perfil no Facebook uma homenagem para as mulheres, um homem foi preso acusado de agredir a própria esposa, desacatar policiais militares e ainda morder um deles.

O suspeito e sua esposa teriam iniciado uma discussão e, segundo denunciaram vizinhos, durante a confusãoo o homem teria começado a agredi-la. Uma das moradores do condomínio residencial em que o casal vive então acionou a Polícia Militar (PM).

Ao chegar no local, os agentes foram recebidos com agressividade pelo homem, que começou a xingar aos policiais e à sua esposa. Ao ser conduzido para uma viatura, mordeu o braço de um dos PMs e começou a ameaçá-los, diendo que "o da equipe policial estava guardado" e que eles "veriam com quem tinham se metido".

Encaminhada à delgacia do município, a vizinha do suspeito apresentou denúncia contra ele por perturbação do sossego e ameaça. A esposa do homem, porém, afirmou que não tinha sido agredida e preferiu não representar. Mas o policial mordido também apresentará denúncia contra o suspeito, que no Dia das Mulheres publicou a seguinte mensagem em seu perfil no Facebook: "Oito de março – Dia Internacional da Mulher. O mundo não seria tão lindo sem vocês”.

FONTE: BEM PARANÁ

COMENTÁRIOS
PUBLICIDADE
rádio terra fm